Mark Griffiths photo
Mark Griffiths
Advogado
Londres
25 Old Broad Street
Tower 42
Londres, EC2N 1HQ

+44 (0) 20 3301 5710
Londres
25 Old Broad Street
Tower 42
Londres, EC2N 1HQ

+44 (0) 20 3301 5710

Mark Griffiths é um advogado litigante comercial experiente, especializado em disputas de insolvência transnacionais, sobretudo aquelas que envolvem fraude e as consequentes investigações corporativas e recuperação de ativos. O Sr. Griffiths atua em nome de diversas partes interessadas, incluindo instituições financeiras, fundos, firmas contábeis, agentes e intermediários de mercado, executivos de empresas e indivíduos de alta renda em tarefas controversas orientadas para devedores e credores.

Possui vasta experiência na condução de investigações relacionadas a litígios sobre recuperação de dívidas, processos de liquidação, cessão de créditos e retenção de titularidade (ROT).

Legal 500 reconheceu o Sr. Griffiths como um "profundo pensador" que é "especializado em converter aspirações em um plano juridicamente robusto". Além de litígios relacionados a insolvências, Griffiths assessora os clientes em arbitragens e litígios relativos a demandas de acionistas, demandas relacionadas a fundos, responsabilidade pelo produto e concorrência, entre outros.

Antes de ingressar na Kobre & Kim, Griffiths atuou na Mourant Ozannes. No início de sua carreira, ele atuou na Orrick, onde foi co-fundador da área de reestruturação e insolvência em Londres.

Habilitações Para Atuar

  • Advogado, Inglaterra e País de Gales

Formação Acadêmica

  • Universidade de Bristol, LLB, com distinção

Prêmios

  • The Legal 500, Concorrência

Atuações Selecionadas

Litígios de Insolvência & Devedor-Credor

O Sr. Griffiths gerencia com perfeição questões controversas de insolvência que abrangem várias jurisdições, incluindo:

  • O Bank of America em vários colapsos de meios de investimento estruturado e na representação do banco em comitês de credores em processos judiciais, tais como a formulação do plano de reestruturação e de renegociação de dívidas para os vários meios em um processo de concordata com a Deloitte e a Goldman Sachs.
  • Os comitês de credores estatutários das MF Global Holdings Limited e MF Global Finance USA Inc. na insolvência das entidades britânicas da MF Global, juntamente com a realização de ativos das subsidiárias internacionais do MF Global Group. O assunto envolveu constante comunicação com o administrador judicial (segundo o Capítulo 11) e seus consultores financeiros e jurídicos acerca dos aspectos da falência do MF Global Group conforme a legislação britânica, incluindo o processo de administração no Reino Unido e o desenvolvimento de uma estratégia de litígio e de recuperação de ativos, bem como um mecanismo de distribuição de ativos à empresa-mãe final.
  • Os liquidantes de uma liquidação involuntária de US$ 550 milhões de um hedge fund master-feeder, nas Ilhas Cayman, com uma carteira de investidores multinacionais. A liquidação resultou em uma série de demandas potenciais, incluindo negociações fraudulentas, transgressões e outras transações antecedentes e reivindicações de retenção de recursos.
  • O conselho de administração da Renault na falência da GM relacionada a um empreendimento conjunto com a Opel.
  • Os credores em diversas questões complexas na liquidação provisória e na reestruturação de um fundo do Luxemburgo.

Execução de Sentenças Internacionais e Recuperação de Ativos Offshore:

O Sr. Griffiths representa clientes em processos que envolvem fraudes de grande notoriedade abrangendo Europa, América do Norte, África e Caribe, que incluem, muitas vezes, a recuperação de dívidas no contexto de má conduta e insolvência, incluindo:

  • O administrador alemão do Phoenix Kapitaldienst Investment Fund perante o Supremo Tribunal do Reino Unido (UK High Court) em uma fraude internacional envolvendo um esquema Ponzi.
  • O Serviço de Tesouraria e Alfândega de Sua Majestade (Her Majesty’s Revenue & Customs) na investigação de uma fraude no valor de US$ 100 milhões, realizando investigações e análises corporativas que resultam na formulação de várias demandas de retenção de recursos e demandas antecedentes, incluindo diversos reclamos relativos a desonestidade/fraude.
 

Publicações

  • Coautor, "Picard (Representante Estrangeiro da Bernard L Madoff Investment Securities LLC) v Assessores da FIM LLP: Divulgação de Documentos e Determinação sobre se o Tribunal Deve Exarar uma Ordem Nos Termos do Artigo 21 do Anexo 1 ao Regulamento de Insolvência Transfronteiriça de 2006" (International Corporate Rescue, volume 8 (2011), edição 3)
  • Coautor, "BNY Corporate Trustee Services Ltd v Eurosail UK 2007-3BL, e outros [2010] EWHC 2005 (Ch): O Supremo Tribunal Esclarece o Teste de Insolvência do Balanço" (International Corporate Rescue, volume 8 (2011), edição 2)
  • Coautor, "Cavell USA Inc., e outro v Seaton Insurance Co., e outro: Interpretação do Termo 'Fraude' em um Acordo perante o Tribunal de Apelação" (International Corporate Rescue, (volume 7 (2010), edição 6)
  • Coautor, "Os tribunais ingleses não são obrigados a aplicar sentenças estrangeiras sob a Lei Modelo da UNCITRAL sobre Insolvência Transfronteiriça: Rubin e Lan v Eurofinance SA e outros [2009] EWHC 2129 (Ch)" (International Corporate Rescue, (volume 7 (2010), edição 1) 12)
  • Coautor, "Pedido Recente de Permissão para Requerer Processo de Revisão Judicial Contestando a Validade dos Regulamentos dos Acordos de Garantia Financeira (No. 2) 2003" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 1)
  • Coautor, "Lidando com locatários em processos de administração" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 4)
  • Coautor, "Moriarty v Vários Clientes da BA Peters plc (em reorganização) [2009] EWCA Civ 1604 e as Implicações para Ativos Fiduciários em um processo de Insolvência" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 5)
  • Coautor, "Concordatas: IMO Car Wash Case" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 6)
  • Coautor, "Meios de Investimento Estruturados: Um Novo Capítulo?" (International Corporate Rescue, volume 5 (2008), edição 4)

Qualificações

Habilitações Para Atuar

  • Advogado, Inglaterra e País de Gales

Formação Acadêmica

  • Universidade de Bristol, LLB, com distinção

Prêmios

  • The Legal 500, Concorrência

Atuações

Litígios de Insolvência & Devedor-Credor

O Sr. Griffiths gerencia com perfeição questões controversas de insolvência que abrangem várias jurisdições, incluindo:

  • O Bank of America em vários colapsos de meios de investimento estruturado e na representação do banco em comitês de credores em processos judiciais, tais como a formulação do plano de reestruturação e de renegociação de dívidas para os vários meios em um processo de concordata com a Deloitte e a Goldman Sachs.
  • Os comitês de credores estatutários das MF Global Holdings Limited e MF Global Finance USA Inc. na insolvência das entidades britânicas da MF Global, juntamente com a realização de ativos das subsidiárias internacionais do MF Global Group. O assunto envolveu constante comunicação com o administrador judicial (segundo o Capítulo 11) e seus consultores financeiros e jurídicos acerca dos aspectos da falência do MF Global Group conforme a legislação britânica, incluindo o processo de administração no Reino Unido e o desenvolvimento de uma estratégia de litígio e de recuperação de ativos, bem como um mecanismo de distribuição de ativos à empresa-mãe final.
  • Os liquidantes de uma liquidação involuntária de US$ 550 milhões de um hedge fund master-feeder, nas Ilhas Cayman, com uma carteira de investidores multinacionais. A liquidação resultou em uma série de demandas potenciais, incluindo negociações fraudulentas, transgressões e outras transações antecedentes e reivindicações de retenção de recursos.
  • O conselho de administração da Renault na falência da GM relacionada a um empreendimento conjunto com a Opel.
  • Os credores em diversas questões complexas na liquidação provisória e na reestruturação de um fundo do Luxemburgo.

Execução de Sentenças Internacionais e Recuperação de Ativos Offshore:

O Sr. Griffiths representa clientes em processos que envolvem fraudes de grande notoriedade abrangendo Europa, América do Norte, África e Caribe, que incluem, muitas vezes, a recuperação de dívidas no contexto de má conduta e insolvência, incluindo:

  • O administrador alemão do Phoenix Kapitaldienst Investment Fund perante o Supremo Tribunal do Reino Unido (UK High Court) em uma fraude internacional envolvendo um esquema Ponzi.
  • O Serviço de Tesouraria e Alfândega de Sua Majestade (Her Majesty’s Revenue & Customs) na investigação de uma fraude no valor de US$ 100 milhões, realizando investigações e análises corporativas que resultam na formulação de várias demandas de retenção de recursos e demandas antecedentes, incluindo diversos reclamos relativos a desonestidade/fraude.

Publicações

  • Coautor, "Picard (Representante Estrangeiro da Bernard L Madoff Investment Securities LLC) v Assessores da FIM LLP: Divulgação de Documentos e Determinação sobre se o Tribunal Deve Exarar uma Ordem Nos Termos do Artigo 21 do Anexo 1 ao Regulamento de Insolvência Transfronteiriça de 2006" (International Corporate Rescue, volume 8 (2011), edição 3)
  • Coautor, "BNY Corporate Trustee Services Ltd v Eurosail UK 2007-3BL, e outros [2010] EWHC 2005 (Ch): O Supremo Tribunal Esclarece o Teste de Insolvência do Balanço" (International Corporate Rescue, volume 8 (2011), edição 2)
  • Coautor, "Cavell USA Inc., e outro v Seaton Insurance Co., e outro: Interpretação do Termo 'Fraude' em um Acordo perante o Tribunal de Apelação" (International Corporate Rescue, (volume 7 (2010), edição 6)
  • Coautor, "Os tribunais ingleses não são obrigados a aplicar sentenças estrangeiras sob a Lei Modelo da UNCITRAL sobre Insolvência Transfronteiriça: Rubin e Lan v Eurofinance SA e outros [2009] EWHC 2129 (Ch)" (International Corporate Rescue, (volume 7 (2010), edição 1) 12)
  • Coautor, "Pedido Recente de Permissão para Requerer Processo de Revisão Judicial Contestando a Validade dos Regulamentos dos Acordos de Garantia Financeira (No. 2) 2003" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 1)
  • Coautor, "Lidando com locatários em processos de administração" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 4)
  • Coautor, "Moriarty v Vários Clientes da BA Peters plc (em reorganização) [2009] EWCA Civ 1604 e as Implicações para Ativos Fiduciários em um processo de Insolvência" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 5)
  • Coautor, "Concordatas: IMO Car Wash Case" (International Corporate Rescue, volume 6 (2009), edição 6)
  • Coautor, "Meios de Investimento Estruturados: Um Novo Capítulo?" (International Corporate Rescue, volume 5 (2008), edição 4)

Griffiths é um "profundo pensador" que é "especializado em converter aspirações em um plano juridicamente robusto". -- Legal 500